Blog do Eduardo

Tecnologia, Inovação, Negócios e muito mais...

Ciclo de Vida de um Projeto de BI

Metodologia Kimball para o desenvolvimento de um projeto de BI

  • 29 de Setembro de 2019 às 21:00
Capa Post

O Início de Tudo

Neste post irei mostra a forma tradicional do ciclo de vida de um projeto de Business Intelligence. Esse metodo foi desenvolvido e incansavelmente testado desde a decada de 80, por isso é bem consolidade de já provou com o tempo que funciona.

A abordagem do Kimball Lifecycle existe há décadas. Os conceitos foram originalmente concebidos na década de 1980 por membros do Kimball Group e vários colegas da Metaphor Computer Systems. Quando publicaram a metodologia no The Data Warehouse Lifecycle Toolkit pela primeira vez em 1998, ela foi chamada de Business Dimensional Lifecycle porque esse nome reforçava três conceitos fundamentais:

  • Concentre-se em agregar valor ao negócio e a todos os envolvidos;
  • Estruturar dimensionalmente os dados entregues à empresa por meio de relatórios e consultas;
  • Desenvolva iterativamente a solução em incrementos gerenciáveis do ciclo de vida, em vez de tentar uma entrega do "tudo em tacada só";

Voltando aos anos 90, nossa metodologia foi uma das poucas que enfatizava esse conjunto de princípios fundamentais; portanto, o nome do Ciclo de Vida Dimensional dos Negócios diferenciou nossa abordagem das outras da indústria. Avançando rapidamente para 2008, quando publicamos a segunda edição do The Data Warehouse Lifecycle Toolkit , ainda comum utlzar este conceitos, mas o setor havia evoluído. Esse princípios haviam se tornado as melhores práticas, virando referência de mercado, apontadas por muitos, e acabou sendo conhecido com o nome oficial da metodologia  "Ciclo de Vida de Kimball".

Apesar dos avanços galopantes da tecnologia e do amadurecimento do Ciclo durante as últimas duas décadas, as construções básicas do ciclo de vida de Kimball permaneceram basiacmanete a mesma A abordagem para projetar, desenvolver e implantar soluções DW / BI  comprovadamente funciona, sendo utilizado por milhares de equipes de projeto em praticamente todos os setores, áreas de aplicação, funções de negócios e plataformas de tecnologia. 

A abordagem 'Kimball' é ilustrada na figua abaixo (FIGURA 1) As implementações bem-sucedidas de DW / BI dependem da combinação apropriada de várias tarefas e componentes; não basta ter um modelo de dados perfeito ou a melhor tecnologia de ponta. O diagrama do Ciclo de Vida é o roteiro geral que descreve a sequência de tarefas necessárias para o design, desenvolvimento e implantação eficazes.

FIGURA 1 O diagrama do ciclo de vida de Kimball.

Planejamento e Gerenciamento de Projetos:
A primeira caixa do roteiro concentra-se em lançar o programa / projeto, incluindo escopo, justificativa e equipe. Durante o ciclo de vida, as tarefas contínuas de gerenciamento de programas e projetos mantêm as atividades no caminho certo.

Definição da Área de Negócio:
A obtenção de requisitos de negócios é uma tarefa fundamental no ciclo de vida de Kimball, pois essas descobertas conduzem a maioria das decisões de upstream e downstream. Os requisitos são coletados para determinar os principais fatores que afetam os negócios, concentrando-se no que os usuários de negócios fazem hoje (ou desejam fazer no futuro), em vez de perguntar "o que você deseja no data warehouse?" São identificadas as principais oportunidades em toda a empresa , priorizada com base no valor e na viabilidade dos negócios e, em seguida, são reunidos requisitos detalhados para a primeira iteração do desenvolvimento do sistema DW / BI. Três trilhas simultâneas do ciclo de vida seguem a definição de requisitos de negócios.

Trilha da tecnologia:
Os ambientes DW / BI exigem a integração de inúmeras tecnologias, repositórios de dados e metadados associados. A faixa de tecnologia começa com o design da arquitetura do sistema para estabelecer uma lista de compras dos recursos necessários, seguida pela seleção e instalação dos produtos que atendem a essas necessidades arquitetônicas.

Data Track:
A trilha de dados começa com o design de um modelo dimensional de destino para atender aos requisitos de negócios, considerando as realidades de dados subjacentes. A palavra Kimball é sinônimo de modelagem dimensional, na qual os dados são divididos em fatos de medição ou dimensões descritivas. Modelos dimensionais podem ser instanciados em bancos de dados relacionais, chamados de esquemas em estrela ou bancos de dados multidimensionais, conhecidos como cubos OLAP. Independentemente da plataforma, os modelos dimensionais tentam abordar dois objetivos simultâneos: facilidade de uso da perspectiva dos usuários e desempenho rápido da consulta. A matriz do barramento de data warehouse corporativo é uma entrega importante do ciclo de vida Kimball, representando os principais processos de negócios de uma organização e as dimensões conformes comuns associadas; é um plano de dados para garantir a integração corporativa de cima para baixo com entrega de baixo para cima gerenciável, concentrando-se em um único processo de negócios por vez. A matriz de barramento é tremendamente importante porque serve simultaneamente como um guia técnico, um guia de gerenciamento e um fórum para comunicação com executivos.

O modelo dimensional é convertido em um design físico, onde as estratégias de ajuste de desempenho são consideradas, e os desafios de design e desenvolvimento do sistema ETL são abordados. O Ciclo de Vida descreve uma série de subprocessos de extração, transformação e carregamento, agrupados em quatro operações principais: extração de dados da origem, execução de transformações de limpeza e conformidade, entrega dos dados para a camada de apresentação e gerenciamento dos processos e ambiente de ETL da sala de operações.

Faixa de Inteligência de Negócios:
Enquanto alguns membros do projeto estão imersos na tecnologia e nos dados, outros se concentram na identificação e construção de uma ampla gama de aplicativos de BI, incluindo relatórios padronizados, consultas parametrizadas, painéis, scorecards, modelos analíticos, aplicativos de mineração de dados e as interfaces de navegação associadas.

Implantação, Manutenção e Crescimento:
As três "caminhos" do ciclo de vida convergem na implantação, reunindo os aplicativos de tecnologia, dados e BI. A iteração implementada entra em uma fase de manutenção, enquanto o crescimento é abordado pela seta de volta ao planejamento do projeto para a próxima iteração do sistema DW / BI. Lembre-se de que um sistema DW / BI é um processo de longo prazo, não um projeto único!

Durante o ciclo de vida de Kimball, há um tema recorrente, reconhecendo que os profissionais de DW / BI devem adotar continuamente os requisitos da empresa e as realidades subjacentes dos dados de origem, tecnologia e recursos relacionados. As equipes de projeto que se concentram exclusivamente nos requisitos (ou realidades) isoladamente enfrentarão inevitavelmente riscos significativos de entrega e / ou adoção de negócios.

Conclusão

Independentemente dos objetivos específicos de DW / BI da sua organização, acreditamos que seu foco principal deve ser a aceitação comercial dos produtos / serviços de DW / BI para apoiar a tomada de decisões. Esse destino deve permanecer no alvo durante todo o ciclo de vida de design, desenvolvimento e implantação de qualquer sistema DW / BI.

 

Fontes:

https://www.kimballgroup.com/2009/08/design-tip-115-kimball-lifecycle-in-a-nutshell/

 

Business Intelligence Design de Software Dicas
  • COMENTÁRIOS: 0 Seja o primeiro a comentar!

Você tem o permissão de:

Compartilhar: copiar e redistribuir o material em qualquer suporte ou formato.

Adaptar: remixar, transformar, e criar a partir do material para qualquer fim, mesmo que comercial.

Esta licença é aceitável para Trabalhos Culturais Livres. O licenciante não pode revogar estes direitos desde que você respeite os termos da licença.


Blog do Eduardo - Todos os direitos reservados © 2020 Licença Creative Commons